DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 06/07/2018

Cartilha de Orientação Política deve ser estudada, diz bispo

Dom Sergio pede que eleitor cristão leia e divulgue o manual

Participaram do lançamento leigos e religiosos de cinco cidades da Diocese de Ponta Grossa Participaram do lançamento leigos e religiosos de cinco cidades da Diocese de Ponta Grossa | Crédito: Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

      Cerca de 120 pessoas, entre leigos e religiosos, de cinco cidades da Diocese de Ponta Grossa participaram do lançamento da Cartilha de Orientação Política ’Alegres por causa da esperança’ , na última quarta-feira. Representantes de pastorais, movimentos e organismos de Ponta Grossa, Carambeí, Reserva, Irati e Telêmaco Borba acompanharam a apresentação da Cartilha, feita pelo bispo dom Sergio Arthur Braschi. É a primeira vez que o manual é produzido em âmbito nacional pelo Regional Sul 2 (Paraná). Estima-se que meio milhão de cartilhas circulem pelo País este ano. Na Diocese, devem ser entregues 8.100 unidades.

     Para dom Sergio, neste momento importante de preparação para as eleições, a Igreja mostra que não está nas nuvens. “A Igreja é formada por todos nós, especialmente, neste ano, no Ano do Laicato, por leigos e leigas, que estão aí, no meio da sociedade, procurando transformar, com o fermento do Evangelho, Como é importante sermos alegres por causa da esperança, agindo para transformar o Brasil, fortificando os sinais da verdadeira democracia, construindo um futuro melhor para as novas gerações. Participe! Procure a cartilha na sua paróquia, leia, estude, divulgue!”, orientou o bispo.

      O presidente do Conselho Nacional do Laicato do Brasil/Diocese de Ponta Grossa, Oscar Heriberto Fürstenberger, contou que a Cartilha é uma produção de tradição já do Regional. “A Diocese de Ponta Grossa se incorpora às demais dioceses do Paraná e do Brasil, no sentido de promover e fazer que a Cartilha chegue ao maior número de pessoas, e, forneça subsídio de reflexão para o momento politico que vamos viver em outubro, sempre à luz das orientações da Igreja”, avaliou.

      Da Paróquia Menino Jesus, de Reserva, Marcelo Fernando Baggio, presidente do Lar para Idosos Nossa Senhora das Graças e do Conselho Municipal do Idoso, afirmava ter vindo atrás de um entendimento maior. “Viemos conhecer e entender as idéias contidas na Cartilha para que possamos levar ao nosso grupo de oração; fazer uma explanação de conscientização para as pessoas. É uma forma de obediência que nós, leigos, participemos da política devido ao que o Papa vem pedindo para nós. Temos que sair do nosso comodismo”.

      Diácono Nelson Luís Sales Rosa, representante da Caritas Diocesana, que patrocinou parte da impressão da Cartilha, lembrou que a Cáritas é o braço carinhoso da Igreja, “aquele que procura propiciar que a caridade seja feita para o povo, com a recuperação da auto-estima”, afirmou. Segundo Sales Rosa, com a Cartilha, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) procura dar orientação politica, não partidária. “Todos somos responsáveis pelos que elegemos. Eles são nossos empregados; devemos cobrar atuações, participação e honestidade”. A irmã Tereza Ana Sofiatti, da Congregação das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, enalteceu o lançamento da Cartilha, garantindo que se trata de uma maneira de ir alertando o eleitor para que cada um pense no que é melhor para o povo. “Trabalho em escola e já fazemos isso junto a educadores, educandos e funcionários. Mas, nas pastorais, quando palestro, as pessoas sempre perguntam como agir.  A Cartilha servirá como subsidio importante para conscientizar”, frisou.

     A edição da Cartilha de Orientação Política teve a coordenação do então secretário executivo do Regional, padre Mário Spaki, hoje dom Mário, bispo de Paranavaí, mestre em Teologia Dogmática. Sua elaboração teve a ajuda de Rogério Born, mestre em Direito Constitucional, na linha de Direitos Fundamentais e Democracia, e, de Zaqueu Luiz Bobato, doutor em Geografia e integrante da bancada católica na Câmara de Vereadores de Imbituva. O texto teve ainda a colaboração de outras seis pessoas, de várias dioceses, entre elas, Oscar Fürstenberger. Trata-se de um subsídio destinado a eleitores e candidatos, a grupos, comunidades e meios de comunicação, que visa orientar sem interferir indevidamente.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Cartilha de Orientação Política deve ser estudada, diz bispo | Escola de Fé e Política da Diocese lança cartilha | Jovem de Ponta Grossa integra Projeto Amazônia | Nossa Senhora do Perpétuo Socorro |





Publicado em: 06/07/2018

Cartilha de Orientação Política deve ser estudada, diz bispo

Dom Sergio pede que eleitor cristão leia e divulgue o manual

      Cerca de 120 pessoas, entre leigos e religiosos, de cinco cidades da Diocese de Ponta Grossa participaram do lançamento da Cartilha de Orientação Política ’Alegres por causa da esperança’ , na última quarta-feira. Representantes de pastorais, movimentos e organismos de Ponta Grossa, Carambeí, Reserva, Irati e Telêmaco Borba acompanharam a apresentação da Cartilha, feita pelo bispo dom Sergio Arthur Braschi. É a primeira vez que o manual é produzido em âmbito nacional pelo Regional Sul 2 (Paraná). Estima-se que meio milhão de cartilhas circulem pelo País este ano. Na Diocese, devem ser entregues 8.100 unidades.

     Para dom Sergio, neste momento importante de preparação para as eleições, a Igreja mostra que não está nas nuvens. “A Igreja é formada por todos nós, especialmente, neste ano, no Ano do Laicato, por leigos e leigas, que estão aí, no meio da sociedade, procurando transformar, com o fermento do Evangelho, Como é importante sermos alegres por causa da esperança, agindo para transformar o Brasil, fortificando os sinais da verdadeira democracia, construindo um futuro melhor para as novas gerações. Participe! Procure a cartilha na sua paróquia, leia, estude, divulgue!”, orientou o bispo.

      O presidente do Conselho Nacional do Laicato do Brasil/Diocese de Ponta Grossa, Oscar Heriberto Fürstenberger, contou que a Cartilha é uma produção de tradição já do Regional. “A Diocese de Ponta Grossa se incorpora às demais dioceses do Paraná e do Brasil, no sentido de promover e fazer que a Cartilha chegue ao maior número de pessoas, e, forneça subsídio de reflexão para o momento politico que vamos viver em outubro, sempre à luz das orientações da Igreja”, avaliou.

      Da Paróquia Menino Jesus, de Reserva, Marcelo Fernando Baggio, presidente do Lar para Idosos Nossa Senhora das Graças e do Conselho Municipal do Idoso, afirmava ter vindo atrás de um entendimento maior. “Viemos conhecer e entender as idéias contidas na Cartilha para que possamos levar ao nosso grupo de oração; fazer uma explanação de conscientização para as pessoas. É uma forma de obediência que nós, leigos, participemos da política devido ao que o Papa vem pedindo para nós. Temos que sair do nosso comodismo”.

      Diácono Nelson Luís Sales Rosa, representante da Caritas Diocesana, que patrocinou parte da impressão da Cartilha, lembrou que a Cáritas é o braço carinhoso da Igreja, “aquele que procura propiciar que a caridade seja feita para o povo, com a recuperação da auto-estima”, afirmou. Segundo Sales Rosa, com a Cartilha, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) procura dar orientação politica, não partidária. “Todos somos responsáveis pelos que elegemos. Eles são nossos empregados; devemos cobrar atuações, participação e honestidade”. A irmã Tereza Ana Sofiatti, da Congregação das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, enalteceu o lançamento da Cartilha, garantindo que se trata de uma maneira de ir alertando o eleitor para que cada um pense no que é melhor para o povo. “Trabalho em escola e já fazemos isso junto a educadores, educandos e funcionários. Mas, nas pastorais, quando palestro, as pessoas sempre perguntam como agir.  A Cartilha servirá como subsidio importante para conscientizar”, frisou.

     A edição da Cartilha de Orientação Política teve a coordenação do então secretário executivo do Regional, padre Mário Spaki, hoje dom Mário, bispo de Paranavaí, mestre em Teologia Dogmática. Sua elaboração teve a ajuda de Rogério Born, mestre em Direito Constitucional, na linha de Direitos Fundamentais e Democracia, e, de Zaqueu Luiz Bobato, doutor em Geografia e integrante da bancada católica na Câmara de Vereadores de Imbituva. O texto teve ainda a colaboração de outras seis pessoas, de várias dioceses, entre elas, Oscar Fürstenberger. Trata-se de um subsídio destinado a eleitores e candidatos, a grupos, comunidades e meios de comunicação, que visa orientar sem interferir indevidamente.


Diocede Ponta Grossa
Participaram do lançamento leigos e religiosos de cinco cidades da Diocese de Ponta Grossa   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Participaram do lançamento leigos e religiosos de cinco cidades da Diocese de Ponta Grossa   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Participaram do lançamento leigos e religiosos de cinco cidades da Diocese de Ponta Grossa   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Participaram do lançamento leigos e religiosos de cinco cidades da Diocese de Ponta Grossa   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Participaram do lançamento leigos e religiosos de cinco cidades da Diocese de Ponta Grossa   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Dom Sergio lembrou a importância de sermos alegres por causa da esperança contida no Evangelho   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
O presidente do Conselho de Leigos da Diocese, Oscar Fürstenberger, foi um dos revisores do texto da Cartilha   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Após o lançamento, os presentes puderam levar exemplares da Cartilha para casa   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa



Navegue até a sua Paróquia



Cúria
Cúria
Imprensa
Clipping
Download